terça-feira, agosto 19, 2008

Cuba: importações do Japão em risco


O jornal de negócios japonês Nikkei Shimbun publicou ontem (18 de Agosto) a seguinte notícia:

O Nippon Export and Investment Insurance (NEXI) deixou de aceitar, desde 5 de Agosto, novos pedidos de seguro de empresas envolvidas em negócios com Cuba, levando a acreditar que quase todas as exportações do Japão para aquele país das Caraíbas venham a ser suspensas brevemente. A razão é que o maior Banco Nacional de Cuba notificou o NEXI de que o banco não podia pagar as exportações a partir daquela data. Cuba explicou que o país tem falta de divisas para pagamento dos seus compromissos externos.

De acordo com o NEXI, funcionários dos Bancos Nacional e Central de Cuba deslocaram-se ao Japão no início deste mês para negociações sobre o pagamento, dizendo que o país poderia ter dificuldade em pagar as importações devido ao facto de o cash-flow estar a agravar-se no curto prazo, embora o país garanta a sua intenção de pagar as suas dívidas.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros japonês disse que a economia cubana apresenta-se saudável devido a um bom ambiente empresarial nos últimos anos, mas que o aumento vertiginoso dos preços do petróleo e dos produtos alimentares têm deteriorado rapidamente a situação financeira do país.

Actualmente, o Banco Nacional de Cuba deve cerca de $200m a uma dezena de empresas japonesas, a maior parte dos quais são referentes a equipamentos médicos ou aparelhos de precisão.


Nota - a tradução (livre) é da minha inteira responsabilidade.

1 comentário:

CRN disse...

A solução é procurar outro fornecedor ou triangular a relação e que, aos japoneses, lhes pague o totta.