sexta-feira, janeiro 23, 2009

Lisboa: manif dia 24 por Gaza

Basta de crimes, basta de impunidade
Manifestação em Lisboa, dia 24, sábado, 15 horas, Largo Camões


Em 22 dias, as tropas de Israel mataram 1 300 palestinianos, metade deles crianças e mulheres.
Bombardearam casas, escolas, hospitais, sedes de agências noticiosas.
Usaram munições de urânio e fósforo branco contra a população.
Destruíram culturas e gado, oficinas, redes de saneamento e de energia.
Mataram condutores de ambulâncias e de camiões de ajuda humanitária.
Impediram o socorro aos feridos.
Deixaram 100 mil pessoas sem abrigo e 400 mil sem água.
Não se sabe quantos corpos estão ainda debaixo de escombros.

A suspensão do ataque não é uma verdadeira trégua.
Israel acha-se no direito de voltar a atacar onde e quando quiser.
Mantém o bloqueio com que estrangula Gaza, vai para dois anos.
Usa o terror como uma espada suspensa sobre a população palestiniana.

Israel repete crimes em total impunidade.
Ri-se das resoluções das Nações Unidas que o condenam.
Despreza a opinião pública mundial que o incrimina.
Faz luxo em ser um Estado fora da lei, seguro do apoio dos EUA e da UE, Portugal incluído.

Exijamos o fim dos crimes, o fim da impunidade, o fim da cumplicidade.
Fim do massacre do povo palestiniano.
Fim do bloqueio a Gaza.
Fim da ocupação dos territórios da Palestina.
Alto ao terrorismo de Estado.
Julgamento dos crimes de guerra de Israel.
Israel deve pagar pelas mortes e pelas destruições.
Boicote a Israel.

Tribunal-Iraque (Audiência Portuguesa do Tribunal Mundial sobre o Iraque)
Lisboa, 20 Janeiro 2009

1 comentário:

Nilceia disse...

Não Israel tem que receber bombas e atentados de palestinos e sofrer calado não é mesmo?