terça-feira, maio 25, 2010

Uma taxa sobre as transacções financeiras em proveito dos povos e do planeta!


Uma campanha da rede internacional da ATTAC

A luta contra a pobreza, a garantia e preservação dos bens e serviços públicos à escala mundial, reclamam urgentemente novos meios de financiamento. O combate à fome e à insegurança alimentar, às pandemias, às doenças ainda hoje subestimadas, à desregulação climática, à precariedade energética, bem como o acesso à educação, à saúde e a uma habitação decente e a protecção da biodiversidade, exigem desde já a mobilização de elevados recursos financeiros para que seja possível pôr em prática, à escala do planeta, as políticas globais capazes de contribuir para a realização dos direitos económicos e sociais fundamentais.

Acreditamos que é tempo de converter a actual crise financeira numa oportunidade para todos, que é tempo de agir em defesa dos interesses dos povos e do futuro do nosso planeta.

A ATTAC Portugal convida-vos a subscrever aqui esta petição dirigida aos Governos dos países do G-20, que reunirão em Toronto nos próximos dias 26 e 27 de Junho, e a colaborar na divulgação e adesão a esta campanha internacional!

--
ATTAC Portugal
www.attac.pt
attac@attac.pt
Apartado 27127, 1201-950 Lisboa

1 comentário:

Bernarda d'Alba disse...

Quer dizer que, de cada vez que os emigrantes que saiem dos seus países em busca de uma vida melhor para si e para as suas famílias quiserem transferir dinheiro para os seus países de origem para ajudar as famílias, terão que pagar? Quer dizer que todas as empresas que decidem deslocalizar os seus negócios (normalmente de países mais ricos para investir em países mais pobres) e quiserem transferir o seu dinheiro, terão que pagar uma taxa?
O Colbertismo, caro António, não só já passou de moda, como só ajuda quem não necessita de ser ajudado, neste caso, os governos dos países mais ricos.